(51) 3211.0641 - Federação dos Empregados no Comércio de Bens e Seviços do RS

Notícias

CTB realiza formação sobre rescisões de contrato de trabalho

Na terça-feira (20), a CTB-RS, organizou curso de formação sobre rescisões de contrato de trabalho. O evento foi realizado no auditório da Fecosul e contou com a participação de lideranças sindicais.O objetivo da atividade foi atualizar as informações sobre o tema, de acordo com as novas normas da legislação

Fecosul e sindicomerciários se mobilizam em campanha contra a MP 881

A Federação e os sindicatos filiados implementam campanha pela rejeição da Medida Provisória (MP) 881, que legaliza o trabalho escravo em pleno século 21. A campanha foi lançada na última quarta-feira (7/8), na sede da Fecosul, e tem como base um panfleto explicativo, que será distribuído na categoria,

Centrais reúnem com o senador Paim

Representantes do Fórum das Centrais Sindicais se reuniram, na manhã desta terça-feira (23/07), com o Senador Paulo Paim (PT/RS). Na pauta, a PEC 06/2019, que modifica radicalmente todo o sistema previdenciário e que restringe o direito à aposentadoria, na medida em que aumenta o tempo de contribuição,

Acordos de PPR e MP 881 marcam reuniões em SP

Nesta segunda-feira, Guiomar Vidor, presidente da Fecosul, CTB-RS e membro da direção da CNTC, esteve em reunião em São Paulo, na sede da Fecomércio, com o presidente da entidade, o vice-presidente da CNTC, Luiz Carlos Mota, também Ricardo Patah, presidente do Sindicomerciários SP e representantes do

Vidor participa de debate na Band sobre a Reforma da Previdência

Neste manhã, o presidente da Fecosul e CTB-RS, Guiomar Vidor, participou de debate na Band, conduzido pelo jornalista André Machado. O tema foi a Reforma da Previdência.Guiomar Vidor defendeu a posição que vem adotando até aqui, contrária à Reforma. “A proposta coloca, mais uma vez, o pagamento da crise

NOTA DAS CENTRAIS: APESAR DA VIOLÊNCIA POLICIAL A GREVE GERAL FOI VITORIOSA

A Greve Geral convocada pelas Centrais Sindicais foi cuidadosamente preparada há mais de um mês. Os atos do Primeiro de Maio e as grandes manifestações de 15 e 30 de maio contra os cortes na educação contribuíram para ampliar a adesão à Greve Geral. Era perceptível que os trabalhadores estavam dispostos

Centrais avaliam como positiva a Greve Geral deste dia 14

Mesmo com a greve ainda em curso, com atos que devem ocorrer na capital e em outras cidades do Estado no final da tarde, centrais avaliam o movimento de forma positiva.“Tivemos protestos, manifestações e paralisações em mais de uma centena de municípios em todo o Estado. Isso é uma expressão da inconformidade

Centrais sindicais se reúnem com governo para tratar da greve geral

No final da manhã desta quarta-feira (12), centrais sindicais estiveram reunidas com o secretário de segurança e vice-governador do Estado, o delegado Ranolfo Vieira Júnior, também com o comandante geral da Brigada Militar, Coronel Ikeda e a chefe da Polícia Civil no RS, Nadine Anflor, para tratar sobre

Reta final: Centrais tratam últimos detalhes da greve geral

Na final de tarde desta segunda-feira (10), centrais sindicais, movimentos sociais e estudantes estiveram reunidos para traçar os últimos ajustes da greve geral, que acontecerá no dia 14 de junho, sexta-feira, em todo o Estado.A greve é contra a Reforma da Previdência, os cortes das verbas para educação

Centrais Sindicais novamente se reúnem para organizar a greve geral

Na manhã desta terça-feira, mais uma vez as Centrais Sindicais estão reunidas, desta vez na sede da CTB-RS, para preparar a greve geral. As entidades traçaram estratégia de mobilização e adesão na capital e no interior do Estado para garantir a realização da greve geral do dia 14 de junho, contra a

Trabalhadores do RS aderem à greve geral

Na manhã desta quarta-feira, as centrais sindicais, movimentos sociais e estudantis estiveram reunidos na sede do Sindibancários, em Porto Alegre, numa plenária de organização e mobilização para a greve geral do dia 14 de junho. Após o encontro, o coletivo deu entrevista coletiva para a imprensa falando

Mínimo Regional: Deputados de costas para os trabalhadores

Deputados rejeitam votação de emenda que estabelece mesmo reajuste do salário mínimo nacional ao mínimo regional, de 4,61%. Com isso, a votação se deu somente sobre o projeto do governo, que estabelece um reajuste de apenas 3,43%, sem o ganho real concedido ao mínimo nacional.Os valores ficam assim:Faixas1-

Nota de repúdio ao fim do Mínimo Regional

Sob o argumento de que o Salário Mínimo Regional provoca desemprego e informalidade, o deputado Fábio Osterman, do Partido NOVO, propõe acabar com esse importante instrumento de distribuição de renda no RS, que, hoje, beneficia diretamente mais de 1,5 milhões de trabalhadores e trabalhadoras gaúchos,