O Sindicato dos Empregados no Comércio de Caxias do Sul (Sindicomerciários) realizou na noite desta segunda-feira, 19 de novembro, no auditório da entidade, a assembleia de prestação de contas e posse da nova diretoria, eleita em junho deste ano com 98% dos votos. Construída em consenso entre os integrantes da atual diretoria, a nova diretoria promoverá uma renovação, trocando os principais cargos com o convite de novos comerciários, como Nilvo Riboldi Filho, na presidência, funcionário do Carrefour, acompanhado de sua vice-presidente Ivanir Perrone. Com 60 integrantes, representando lojas, mercados, farmácias e outras atividades do comércio, a nova diretoria tem mandato até 2022.

O atual presidente, Sílvio Frasson, deixa o comando depois de oito anos, onde por dois mandatos consecutivos esteve à frente de uma das principais entidades sindicais da região, representando aproximadamente vinte mil trabalhadores e trabalhadoras do comércio. Para Frasson, entre as realizações de sua gestão está a construção do prédio da nova sede, a ser inaugurada, e, “a luta contra as perdas que a Reforma Trabalhista e da Previdência trarão aos trabalhadores, que já vem sentindo, principalmente por causa do desemprego ou trabalhos precarizados”. Também salientou que, “mesmo com muita dificuldade, fecharam os acordos coletivos, até mesmo dos setores que estavam há dois anos em negociação, garantindo a manutenção das cláusulas sociais”.

A nova diretoria assume num momento muito importante, onde se faz necessário o fortalecimento das entidades sindicais, para que o trabalhador não fique só para “negociar” seus direitos e salários com os patrões. Durante a transição, ainda foram realizadas as renovações das Cláusulas Sociais das Convenções Coletivas, resultado de anos de lutas da categoria, garantindo a manutenção de direitos perdidos com a reforma Trabalhista. Luta que se tornará ainda mais importante, agora que o negociado sobrepõe o legislado. Para Sílvio, “o principal desafio foi, e será, a continuidade e a sustentabilidade do sindicato, num momento em que o governo busca o enfraquecimento das entidades sindicais, que, em muitos casos, tomam para si a execução de serviços negligenciados pelo governo, como a saúde”.

Entre os compromissos da nova gestão estão a luta pelo vale-alimentação, investimento em formação e qualificação profissional, valorização do salário mínimo regional, seguir qualificando e valorizando a sede campestre e ações de integração, esporte, cultura e lazer. Além da defesa dos direitos ameaçados pela reforma trabalhista e luta em defesa da aposentadoria, ameaçada pela reforma da Previdência que o governo vai encaminhar no próximo ano.

Em seu discurso de posse, o novo presidente, Nilvo Riboldi, disse que “neste novo ciclo, nós, trabalhadores e trabalhadoras, estamos vivendo grandes desafios. Nossos direitos, conquistados com muita luta, vem sendo sistematicamente atacados, com a reforma trabalhista, aprovada durante o governo golpista de Temer, e agora, ao que tudo indica, o novo governo deve vir com uma uma reforma da previdência ainda pior. Temos que estar juntos, lutar e resistir a estes ataques”. O presidente da Federação dos Empregados no Comércio de Bens e Serviços do RS (Fecosul) e membro da direção do Sindicato, Guiomar Vidor, chamou a atenção para o fato de a entidade realizar um processo dinâmico de renovação na presidência. Além de promover a participação de um jovem como presidente no próximo mandato, quatro ex-presidentes estão no pleno da nova direção: Guiomar Vidor, Silvio Frasson, Ivanir Pereira e Paulo Pacheco.

O ato de posse foi realizado após a apresentação da prestação de contas pela antiga gestão, aprovada por unanimidade. Após a aprovação, e o espaço para dúvidas, foi apresentada a previsão orçamentária para 2019, já contando com uma possível diminuição dos recursos devido aos efeitos da Reforma Trabalhista. Contudo, Frasson salientou que a diretoria está organizando uma nova campanha de sócios e,” o fato de ter sido diminuído o valor da Contribuição Negocial, que hoje está em R$ 19.90, ajudará a trazer novos associados para ajudar na sustentabilidade de entidade”, concluiu.

Texto e foto: Rodrigo Positivo - Assessoria Sindicomerciários Caxias do Sul