(51) 3211.0641 - Federação dos Empregados no Comércio de Bens e Seviços do RS

Notícias

Sindicomerciários realiza Dia de prevenção ao Câncer de Mama

O Sindicato dos Empregados no Comércio de Caxias do Sul (Sindicomerciários) realizou na noite desta quinta-feira, dia 25 de outubro, em comemoração ao Outubro Rosa, o “Dia de prevenção ao Câncer de mama”, com palestras de especialistas.No evento, realizado em parceria com o Centro de Patologia Médica

Encontro na CNTC reúne entidades sindicais e redes de lojas

O presidente do Sindicato dos Trabalhadores do Comércio de Caxias do Sul (Sindicomerciários), Nilvo Riboldi Filho , e o presidente da Federação dos Empregados no Comércio de Bens e Serviços do RS (Fecosul), Guiomar Vidor, estiveram reunidos com representantes sindicais e das redes de lojas Carrefour,

Nota das Centrais Sindicais sobre a MP 871/2019

O presidente Jair Bolsonaro editou, em 18/1/2019, sem consulta ou negociação prévia e desconhecendo os princípios de gestão democrática e do papel do CNPS (Conselho Nacional de Previdência Social), a Medida Provisória 871, instituindo um programa de revisão dos benefícios previdenciários e modificações

Paim: “Regime de capitalização é o fim da Previdência pública”

Em declaração ao HP nesta terça-feira, 05, o senador Paulo Paim criticou a proposta de capitalização da Previdência, que vem sendo apresentada pelo governo Bolsonaro.Nesta semana, foi divulgada o que poderia ser a proposta do governo para a Previdência, mas, segundo Paim, “não há nada concreto. Nenhuma

Fecosul negocia pauta estadual unificada com a rede de lojas Colombo

Na última sexta-feira, representantes da Fecosul - Guiomar Vidor, presidente, Fernando Lemas, secretário de Relações do Trabalho e Joelto Frasson, assessor jurídico da entidade, juntamente com os presidentes dos sindicatos dos comerciários de Caxias do Sul, Nilvo Roboldi, e Farroupilha, Cristiane Colombo,

Aposentadoria por idade exige menos tempo de contribuição

Segurados que têm menos tempo de contribuições ou mesmo buracos no recolhimento têm como opção mais vantajosa a aposentadoria por idade.Nesse tipo de benefício, é possível chegar à aposentadoria integral com 30 anos de contribuição.A conta para chegar ao valor do benefício começa com 70% da média salarial.Para

3 em cada 10 mulheres que morrem por violência têm histórico de agressão

Dado consta em estudo inédito realizado pelo Ministério da Saúde com base em registros de óbitos e atendimento na rede pública entre 2011 e 2016Três entre cada dez mulheres que morreram no Brasil por causas ligadas à violência já eram agredidas frequentemente, revela estudo inédito do Ministério da

Teto do INSS sobe de R$ 5.645,80 para R$ 5.839,45, em 2019

Aposentados e pensionistas do Regime Geral, a cargo do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) tiveram reajuste de 3,43% nos benefícios acima do salário mínimo. O porcentual é do Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC) divulgado, na última sexta-feira (10), pelo Instituto Brasileiro de Geografia

2019 já registra ao menos 12 casos de feminicídio

O ano mal começou e o Brasil já registra, ao menos, 12 casos de feminicídio pelo país. Levantamento revela que a maioria dos casos estão na região Sudeste, nos estados de São Paulo (cinco) e Rio de Janeiro (quatro).O levantamento foi publicado pelo Portal UOL e considera casos reportados pela imprensa,

Bolsonaro pode usar brechas para flexibilizar regras trabalhistas

Constituição não estabelece, por exemplo, forma de pagar o 13º salárioSem mexer na Constituição ou na CLT (Consolidação das Leis do Trabalho), o governo de Jair Bolsonaro tem espaço para uma nova flexibilizaçãona aplicação de direitos dos empregados, pouco mais de um ano após a lei trabalhista passar

Mínimo da vergonha - R$998,00, por Guiomar Vidor

Em seu primeiro ato, o governo Bolsonaro desnuda seu caráter plutocrático, decretando o valor de miseráveis R$998 para o salário mínimo, R$ 8 a menos do que previsto no OGU.O presidente "Mito", que prometia valorizar o salário mínimo, parece que mudou de ideia e resolveu, mais uma vez, agradar aos poderosos

Presidente decreta novo salário mínimo

O Presidente empossado Jair Bolsonaro, em seu primeiro ato, assinou nesta terça-feira (1º de janeiro de 2019) decreto que reajusta o salário mínimo para R$ 998,00.O valor ficou abaixo da estimativa de R$ 1.006,00 aprovado na peça orçamentária para 2019, pelo Congresso Nacional.A política de valorização

“Não vamos aceitar calados o fim do Ministério do Trabalho”, disse Vidor

Na manhã desta terça-feira (11), representantes da unidade das Centrais Sindicais, sindicatos de todo o Estado e entidades que representam os profissionais que atuam na justiça do trabalho – juízes e advogados, além de membros do Ministério Público, promoveram ato em frente a Superintendência Regional

Centrais Sindicais enviam pauta de reajuste do Salário Mínimo Regional

A luta das Centrais Sindicais pela valorização do Piso Regional vem demonstrando a possibilidade de ação conjunta e unitária do movimento sindical gaúcho para um projeto de desenvolvimento do Estado que incorpore a melhoria da distribuição de renda e, sobretudo resguardar a base da hierarquia salarial

CTB-RS repudia fim do Ministério do Trabalho

 Em entrevista a Rádio Gaúcha, na manhã desta segunda-feira (3), o ministro extraordinário da transição, Onyx Lorenzoni, anunciou o fim do Ministério do Trabalho a partir do dia 1º de janeiro, quando assume o presidente Jair Bolsonaro.Na entrevista, Onyx apontou que as atuais atividades da pasta

Campanha: Antecipe suas compras de Natal 2018

Todo fim de ano, em dezembro, a Fecosul e os Sindicomerciários, por meio da campanha “Antecipe suas compras de Natal”, buscam sensibilizar os gaúchos da importância de não deixarem suas comprar de Natal para a última hora. Com esse pequeno gesto, todo mundo sai ganhando. Quem compra evita filas, o corre-corre