Na tarde desta quarta-feira, na sede da Fecosul, o Fórum das Federações reuniu-se para debater estratégias de enfrentamento ao avanço de pautas prejudiciais aos trabalhadores como a Reforma da Previdência, que deve ser votada no próximo mês, no Congresso Nacional. O encontro contou com a presença de Federações e sindicatos de base estadual.

Da reunião, saiu a proposta de uma grande plenária, a ser realizada no dia 20 de outubro, na penúltima sexta-feira do mês, no Salão da Igreja Pompeia, em Porto Alegre. O objetivo do encontro é debater os impactos e como resistir às reformas da previdência e trabalhista.


De acordo com Guiomar Vidor, presidente da Fecosul, uma das entidades que integra o Fórum, a meta é reunir cerca de 600 dirigentes e lideranças sindicais. “Temos a expectativa de agrupar grande número de dirigentes nesta plenária para buscarmos, coletivamente, estratégias de enfrentamento e pressão”, afirma Vidor.

A plenária acontece a partir das 9h, na rua Barros Cassal, 220, no Bairro Floresta. Ao meio dia, os participantes da atividade sairão em caminhada, que terminará com ato contra as reformas da previdência e trabalhista.

SERVIÇO:
Dia: 20/10 (sexta-feira)
Local: Salão Igreja Pompeia (Rua Barros Cassal, 220, Bairro Floresta – Porto Alegre)
Horário: 9h – Plenária e manifesto contra as reformas trabalhista e da previdência
12h - Caminhada e ato

Texto e foto: Juliana Figueiró Ramiro