A Fecosul destaca e parabeniza a iniciativa do prefeito Jairo Jorge, de Canoas, criando o Auxílio Emergencial Canoense, uma forma de ajudar os mais necessitados em função da pandemia. A iniciativa vai destinar R$ 200 mensais, por três meses, para cinco mil famílias da cidade.

De acordo com informações do site da prefeitura da cidade, além dos R$200, os beneficiados vão receber cursos de qualificação profissional, que deverão ser realizados de forma online, até que as normas da bandeira preta deixem de vigorar. Deverão ser cursadas no mínimo 8h mensais. Para atender as atividades previstas, será disponibilizado R$92,00 por mês no cartão TEU aos beneficiados pelo projeto.

A contrapartida para receber o benefício é a prestação de 4h mensais de trabalho para a comunidade. O beneficiado poderá escolher entre limpeza de escolas, limpeza de ruas, jardinagem ou manutenção predial. Vale destacar que, sem a prestação do serviço, o benefício não será pago.
As inscrições vão até o dia 28 de março. Os resultados serão divulgados no dia 31.


De acordo com Guiomar Vidor, presidente da Fecosul e CTB-RS, uma das primeiras cidades a conceder esse tipo de auxílio municipal foi a prefeitura de Belém/PA. “E essa também é uma das propostas das centrais sindicais encaminhadas ao governo do Estado e à prefeitura de Porto Alegre, como forma de garantir localmente algum auxílio aos gaúchos”, destaca.