As centrais sindicais do Estado se reuniram, nesta sexta-feira (26/1), na sede da CTB-RS, para discutir importantes ações para o movimento sindical nos próximos dias

O atraso na votação do reajuste do piso regional, que tem data-base em 1º de fevereiro, preocupa os dirigentes. “Janeiro já está acabando e o Governo sequer anunciou uma proposta de índice. O assunto já deveria ter sido votado na Assembleia para entrar em vigor a partir do mês que vem”, afirmou o presidente da CTB-RS, Guiomar Vidor. Como providências para resolver, as centrais irão agendar visitas às bancadas na Assembleia Legislativa a fim de conversar com os parlamentares sobre a urgência do tema. O governo do Estado também será procurado para que se pronuncie.

Outro tema debatido foi a reforma da previdência. O Governo Federal pretende retomar a discussão para que a pauta entre em votação no próximo mês. Com isso, as centrais sindicais decidiram intensificar as mobilizações contra a aprovação do tema que prevê retirada de importantes direitos para os trabalhadores e aposentados. Já no dia 6/2 está marcado ato a partir das 4h30min da manhã, no aeroporto Salgado Filho. “Estaremos distribuindo material desmascarando as mentiras que o governo vem repetidamente divulgando na imprensa sobre o déficit e combate a privilégios”, avisou Vidor.

Ao final da reunião, a CTB convidou as dirigentes mulheres das centrais sindicais para uma reunião no dia 29/01/2018 que pretende constituir o Fórum Estadual das Mulheres das Centrais Sindicais. Nacionalmente o Fórum já existe.


Texto e fotos: Aline Vargas/CTB-RS