As centrais sindicais gaúchas reunidas, nesta quarta-feira (6/9), na sede da CTB-RS, definiram o índice que será reivindicado para o Salário Mínimo Regional 2018 ao governo do Estado. Com a assessoria do Dieese, as entidades que representam os sindicatos de trabalhadores aprovaram o percentual de 5,55% como um aumento justo para o próximo ano.

“Ao contrário das medidas que estão sendo adotadas e que só estão beneficiando o mercado financeiro, os proprietários e controladores da riqueza, um reajuste de 5,5% favorece o crescimento, a diminuição da desigualdade e o bem-estar da população em geral”, defende o supervisor-técnico do Dieese, Ricardo Franzoi.

“O índice reivindicado tem como base o percentual de diferença entre o Mínimo Regional e o Mínimo Nacional, quando o primeiro foi criado, de 1,28% e o reajuste anunciado como previsto pelo Governo Federal para o Salário Mínimo de 3,42%”, explica o presidente da CTB-RS, Guiomar Vidor.

A valorização do Piso Regional contribui para o crescimento e para a estabilidade da economia na medida em que gera uma sólida circulação da demanda de consumo para um crescimento sustentável via salários e demanda agregada. “O processo de valorização do piso ajuda a diminuir os desequilíbrios regionais por estimular o circuito econômico de áreas que contam com grande número de indivíduos que dependem do piso. Junto com outras medidas de estímulo à dinamização econômica desses mercados, a elevação do Piso Regional pode impulsionar não só o nível de bem estar das populações residentes, mas também o crescimento e a diversificação da economia local”, afirma Vidor.

As centrais buscam agora agendar reunião com a secretária de Desenvolvimento Social, Trabalho, Justiça e Direitos Humanos do Estado, Maria Helena Sartori, e com o governador, José Ivo Sartori, para oficializar a entrega do documento ao Governo.

Atualmente as faixas são:

I - R$ 1.175,15
II - R$ 1.202,20
III - R$ 1.229,47
IV - R$ 1.278,03
V - R$ 1.489,24

Com o reajuste de 5,5%:

Faixa I - R$ 1.240,37
Faixa II - R$ 1.268,92
Faixa III - R$ 1.297,71
Faixa IV - R$ 1.348,96
Faixa V - R$ 1.571,89

 

Texto e foto: Aline Vargas/CTB-RS