Aconteceu, na manhã desta quinta-feira (11/5), na sede da CTB-RS, reunião das centrais sindicais e sindicatos de trabalhadores com o objetivo de avaliar a Greve Geral, do dia 28 de abril.

Entre as principais falas dos dirigentes, percebeu-se que o movimento foi extremamente satisfatório por ter contado com a adesão de importantes categorias como a dos rodoviários e metroviários, mas, acima de tudo, por ter recebido o apoio da sociedade. Diferente de outras greves e paralisações, dessa vez, a população não saiu de casa, o que pode ser comprovado com paradas de ônibus e plataformas do metrô vazias.

As próximas manifestações, que darão continuidade ao que foi iniciado no dia 28, irão seguir na capital federal, através do movimento que está sendo chamado de "Ocupa Brasília".

“No próximo domingo, sairão caravanas de vários estados brasileiros rumo Brasília. Aqui de Porto Alegre, serão enviados mais de 3 ônibus, apenas pela CTB e Fecosul, com o objetivo de lutar contra a aprovação da Reforma Trabalhista, já aprovada na Câmara dos Deputados, que tramita agora no Congresso Federal, e contra a reforma da Previdência, que irá retirar ainda mais direitos”, explicou o presidente da CTB-RS, Guiomar Vidor.

Ficou acordado na reunião, que todas as centrais enviarão representantes para Brasília para diversas manifestações previstas nas próximas semanas, que culminarão com uma grande marcha no dia 24 de maio. Também na data, ocorrerá vigília na Esquina Democrática, em Porto Alegre.

Fonte: CTB-RS