A plenária das Centrais e Movimentos Sociais, realizada na tarde desta terça-feira (3), em Porto Alegre, definiu a agenda de lutas em defesa da democracia, dos direitos sociais, da educação e da soberania nacional.

O encontro, que lotou o auditório da Fecosul, reuniu mais de oitenta entidades e movimentos, que se manifestaram sobre o momento de instabilidade política e os riscos que corre a nossa democracia.

A título de encaminhamento foi aprovado um calendário de lutas para o mês de março, começando no dia 8 (dia Internacional da Mulher), com atividades na Orla do Guaíba. Também no dia 9, ato no centro de Porto Alegre no fim da tarde e no dia 14, mais um ato que lembrará os dois anos do assassinato de Marielle Franco e de Anderson Gomes. A última atividade será um grande ato no dia 18, em defesa da Educação dos Direitos e da Democracia.

Ao final da Reunião, ficou definida a formação de uma comissão operativa com um representante de cada segmento social e das Centrais para organizar a infraestrutura necessária para as atividades. A próxima reunião da comissão será na sexta-feira (6), às 14h, na Fecosul.