Mobilização acontece nesta quinta-feira, em Porto Alegre, a partir das 17h, na Esquina Democrática.

Centrais sindicais e movimentos sindicais definiram, na última segunda-feira, os detalhes finais do dia nacional de luta contra o desemprego e pela retomada do desenvolvimento econômico, que ocorrerá na Esquina Democrática, a partir das 17h, na próxima quinta-feira (14).

O evento é proposto também pela valorização dos serviços públicos, do emprego e da democracia, e contra as reformas trabalhista e da previdência.

“As centrais sindicais estão unidas com os movimentos sociais pela retomada do crescimento econômico com geração de emprego e valorização do salário. Acreditamos que não é com o atual modelo econômico proposto por Temer, nem com as medidas impostas por Marchezan, que vamos encontrar saídas para a crise que já condena com desemprego mais de 14 milhões de trabalhadoras e trabalhadores brasileiros. Pelo contrário, as ações nacionais, estaduais e municipais só agravam ainda mais o péssimo cenário”, defendeu o presidente da Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil (CTB-RS), Guiomar Vidor.

Organizadores: CTB, CUT, Nova Central, UGT, Força Sindical, CSP-Conlutas, CSB, Intersindical, CGTB, Movimentos de Mulheres de Igualdade de Gênero (LGBTT) e de Igualdade Racial, Entidades Estudantis e de Juventude. Organizações de Servidores Públicos Municipais, Estaduais e Federais, Movimentos Sociais e Comunitário.

Texto e arte: Assessoria de comunicação Fecosul e CTB/RS